Alguns padrões foram estabelecidos pela ANS, para ter maior controle do número de cesarianas cobertas no plano de saúde.

Sendo um procedimento caro, se faz necessário grande cuidado na hora de custear, visando sempre a sua segurança de forma alguma em casos de necessidade isso seria “impedido”, porém, os padrões estão vigentes para auxiliar não só os médicos, hospitais e companhias mas principalmente, as pacientes que mais do que nunca, merecem e precisam de toda infraestrutura necessária.

O partograma por exemplo, é um gráfico que vai deixar o médico por dentro de tudo o que acontece durante sua gravidez, dilatação, remédios tomados e contrações, possibilitando a escolha correta e mais segura para o trabalho de parto ideal, além de evitar algumas cesarianas não necessárias.

 

Existem mais alguns cuidados que a ANS tem indicado para as companhias de saúde, gerando maior tranquilidade em todo processo, incluindo o uso do Cartão Gestante, que junto ao prontuário pode prevenir qualquer informação errada e, se houver necessidade na mudança do médico responsável. Para você ficar por dentro, existe a Carta de Informação à Gestante, que fornece todas as informações necessárias para entender o parto normal e a cesárea, sempre visando o seu bem-estar. Durante todo o processo pré-parto até o pós-parto, você tem total direito a um acompanhante, tendo total cobertura da companhia de saúde, desde as taxas básicas, até o custo das roupas apropriadas.

 

 

A taxa de disponibilidade, ou cobrança de honorários aqui não existe, todos os valores são custeados pela companhia, se chegar a receber algum tipo de cobrança, entre em contato com sua companhia, eles te direcionarão a novos profissionais.

Agora que sabe de tudo, está mais confortável para viver essa fase da sua vida, de forma bem mais tranquila e consciente. Nada melhor do que entender nos mínimos detalhes o processo, e estar ciente de que está sendo bem cuidada!

 

Fonte : ANS