No primeiro artigo desta série dissemos que parte das doenças da humanidade tem origem na alimentação incorreta ou insuficiente. Por isso, grande quantidade das enfermidades poderia ser curada com a mudança de hábitos alimentares.

A Terapia Gerson comprova essa afirmação. Vários males degenerativos podem ser combatidos com frutas, legumes, verduras e grãos e outros itens “naturais”, orgânicos, livres de impurezas e venenos. Os produtos não são “medicinais”; eles fortalecem o sistema imunológico que, por sua vez, combate o problema.

Nesse tratamento, carnes, ovos, leite e demais derivados de animais não entram. Tudo tem de ser de origem vegetal.

O Instituto Gerson mantém duas clínicas – uma no México, outra na Hungria -, para tratamento das enfermidades.  Por não aceitar se submeter a ensaios clínicos randomizados controlados (procedimento que analisa os resultados efetivos de qualquer procedimento da saúde visando comprovar sua eficácia) a Terapia Gerson é ilegal nos Estados Unidos.

Ao responder uma questão sobre sucesso nos seus  tratamentos, o Instituto Gerson esclarece que cada caso é diferente devido à forma como o paciente chega à clínica, inclusive se já fez tratamento quimioterápico. E assegura que a sua terapia teve repetidamente bons resultados com as seguintes doenças: melanoma, linfoma, câncer de peito, câncer de ovário, câncer colorretal. E complementa: “Nós continuamos a fazer mais pesquisas em nossa base de pacientes ao longo dos últimos 10 anos para obter informações mais atualizadas”.

Temos pesquisado sobre a Terapia Gerson faz algum tempo. Depois de muitas observações e acompanhamento, temos a intenção de trazê-la para o Brasil. Até o momento, ainda não se trata de um projeto, mas de um desejo e proporcionar às pessoas que sofrem de diversos males a oportunidades de realizarem tratamento menos doloroso e mais saudável.

Contudo, tenha em mente que é confortante saber que existe a cura. Mas, o melhor mesmo é evitar a doença. Portanto, pense nas consequências que os seus hábitos alimentares ou eventuais vícios (mesmo que aparentemente sejam inofensivos) podem provocar no seu organismo. Afinal, comidas, bebidas, fumo, álcool, droga em pequenas quantidades podem não provocar resultados perceptíveis imediatos, quando ingeridos em pequenas quantidades, mas seu efeito cumulativo acarretam danos no futuro.

Assim, viver saudavelmente é uma questão de escolha. Faça as suas opções corretamente.

Agradeço-lhe por ter acompanhado esta série.

 

 

 

 Por Luccia Fêrrér

Diretora da Inter Plaza, empresa especializada em planos de saúde, plano odontológico, seguro saúde, medicina ocupacional (medicina do trabalho: PPRA, PCMSO, ASO, CIPA) e Programa de Apoio ao Empregado (PAE)

 

 

(Continuaremos o assunto na próxima semana. Participe enviando comentários, sugestões e/ou críticas)